A cirurgia é uma das razões para a incontinência urinária

A incontinência urinária é uma condição multifactorial, que atinge sobretudo mulheres. Não acontece ao acaso, havendo sempre explicação e motivo. Pode ser decorrente da entrada no período da menopausa, que envolve um enorme conjunto de alterações no organismo. Pode ser consequência do pós-parto, outro evento muito marcante no corpo feminino, que se regula para cuidar do seu filho. E, por fim, pode ser o dano colateral de uma cirurgia.  Mas não é de uma qualquer. Conheça as principais.

Que cirurgia pode levar à incontinência urinária?

 

As cirurgias pélvica e de correção de prolapso genital — isto é, de deslocação de um órgão, que sai da sua posição normal — são duas das causas mais recorrentes para o aparecimento da incontinência urinária. Envolvem alterações fisiológicas no corpo, com impacto no funcionamento do organismo.

 

Por motivos semelhantes, há outra intervenção cirúrgica (muito comum) que potencia a ocorrência das perdas involuntárias de urina. Falamos sobre o parto por cesariana, que poderá levar a alterações na zona da bexiga, órgão responsável por armazenar a urina. Ao contrário da incontinência urinária provocada pelo parto — que é quase sempre de esforço — neste caso ela pode tornar-se na de tipo de urgência. Neste caso, traduz-se numa vontade súbita e urgente de ir à casa de banho.

 

Também a histerectomia, uma operação que consiste na remoção do útero, poderá levar às perdas involuntárias de de urina. Leva frequentemente à alteração anatómica da bexiga e da uretra, potenciado estes episódios.

 

Apesar de ser um dano colateral frequente, a incontinência urinária não têm de ser episódios permanentes e para o resto da vida. Não se resigne, porque a incontinência urinária tem solução. Basta que a encontre. Nós ajudamos: os suplementos naturais enriquecidos com vitamina D, extratos de soja, sementes de abóbora e selénio podem ser grandes aliados.

  

O pós-parto é uma das razões para a incontinência urinária

Uma das consequências comuns do pós-parto é a ocorrência de perdas de urina involuntárias, sendo a incontinência urinária de esforço a mais frequente. Acontece na sequência de movimentos que implicam força — como rir, tossir, espirrar ou baixar-se para apanhar um objeto.

Saiba mais
  

A menopausa é uma das razões para a incontinência urinária

Aparece sem data marcada, entre os 40 e os 58 anos, e os seus sintomas vão-se manifestando mais ou menos subtilmente. Além das conhecidas ondas de calor repentinas ou do final da menstruação, a redução da atividade dos ovários provocada pelo fim da produção de estrogénio tem mais manifestações no corpo da mulher. A incontinência urinária é uma delas.

Saiba mais